A agricultura é uma das técnicas mais utilizadas e antigas de cultivar plantas para alimento do ser humano. A técnica é usada também para cultivo de fibras, energia, matéria prima para roupas, construções, medicamentos, ferramentas ou para a estética. E o responsável por parte desse trabalho é chamado de técnico agrícola.

Quem trabalha com agricultura é chamado de agricultor, agora quem colabora com o estudo e trabalho dos agrônomos, é o técnico agrícola. O técnico é todo profissional formado em escola agrotécnica de nível médio. Uma das profissões de maior expansão do mundo tem mercado garantido no país. Afinal, o Brasil é um dos maiores países agrícolas do mundo.

O trabalho de um técnico agrícola tem crescido ainda mais com a necessidade e mobilização social pelo meio ambiente. Técnicas de crescimento e manutenção da terra fazem com que sejam necessários trabalhos de pessoas especializadas na área para preservar o meio ambiente.

Com a importância cada vez mais nítida dos profissionais da área, os técnicos agrícolas receberam um presente da Câmara dos Deputados este ano. Foi aprovado, pela Comissão de Constituição e Justiça, o projeto de lei n° 2.861/08, que estende o piso salarial a todos os técnicos de nível médio inscritos nos Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura, Agronomia e Química. O piso agora é de R$ 1.940.

Em 1812 foi criado o primeiro Curso de Agricultura no estado da Bahia, no Jardim Botânico, tendo como professor Domingos Borges de Barros ministrando os estudos de botânica e agricultura no Curso de Filosofia. Já em 1877, foi realizada a primeira divisão de níveis educacionais, elementar (operários e regentes) superior (veterinários, agrônomos e engenheiros).

De lá para cá a profissão têm se expandido e ganhando notoriedade. Foi em 2009, com a Lei nº 11.940, foi estabelecido o dia 23 de setembro como Dia Nacional dos Profissionais de Nível Técnico e o ano de 2009 como o Ano da Educação Profissional e Tecnológica no Brasil.

Atualmente o profissional da área é considerado profissional liberal. E a profissão é regulamentada pela Lei n˚5.524, de 05 de novembro de 1968, e pelo Decreto Federal n˚90.922, de 06 de fevereiro de 1985 e alterações do Decreto Federal n˚4.560, de 30 de dezembro de 2002, que cria e fixa as atribuições dos Técnicos Agrícolas, em suas diversas habilitações.